Daniel Senise
2 obra(s) encontrada(s)

Rio de Janeiro/RJ – 1955

Pintor e gravador.
1980 - Ingressou como aluno na “Escola de Artes Visuais do Parque Lage - EAV - Parque Lage”. Estudou com John Nicholson e Luiz Aquila e participou da exposição “Como Vai Você, Geração 80?”.
1984 - Realizou sua primeira exposição individual na “Galeria do Centro Empresarial Rio” e integrou o “Ateliê da Lapa”, com Angelo Venosa, Luiz Pizarro e João Magalhães.
1985 - Seu reconhecimento ocorreu ao ser apresentado, com outros artistas, na “Grande Tela da 18ª Bienal Internacional de São Paulo”.
1986 - Recebeu medalha de ouro na “1ª Bienal Latino-Americana de Arte sobre Papel”.
1986/ 1991 - Lecionou no Núcleo de Pintura da “Escola de Artes Visuais do Parque Lage - EAV - Parque Lage”.
1997 - Atuou como coordenador das galerias do “Centro Cultural Light”, Rio de Janeiro.
1998 - Foi publicado o livro “Daniel Senise: Ela que não Está”, pela Cosac & Naify, com textos de Ivo Mesquita, Dawn Ades e Gabriel Pérez-Barreiro
2002 - Foi publicado o livro “The Piano Factory”, pela Andrea Jakobsson Estúdio Editorial, com textos de Agnaldo Farias e Alexandre Mello sobre a produção mais recente do artista.
O artista lida com a condição crítica da pintura. Em toda sua carreira, preocupou-se com os modos de percepção e construção de imagens. Durante uma busca de materiais expressivos e Pintura como linguagem perceptiva, Senise partiu de um imaginário pessoal que extraiu do mundo de cultura de massas. Detentor de uma pluralidade estilística como pintor que realiza experiências no fazer pictórico, pensou na imagem fragmentada como instrumento de significação, identificação, recuperação e conhecimento do mundo complexo pós-moderno.