Amílcar de Castro
4 obra(s) encontrada(s)

Belo Horizonte/MG - 1920 - Belo Horizonte/MG - 2002
 
1944 - Iniciou sua formação como artista plástico em curso de desenho e pintura com Guignard, na Escola de Belas Artes de Belo Horizonte, e estudou escultura figurativa com Franz Weissmann.
1945 - Formou-se pela Faculdade de Direito da UFMG, porém não exerceu a profissão por muito tempo.
1952 - Mudou-se para o Rio de Janeiro e trabalhou como diagramador em diversos jornais e revistas, mas foi graças à escultura concreta que inseriu seu nome no cenário mundial.
1953 - Influenciado pelo artista Max Bill, realizou suas primeiras esculturas concretas, expostas na 2ª Bienal Internacional de São Paulo.
1956 - Participou de exposições do grupo concretista, no Rio de Janeiro e em São Paulo.
 1959 - Assinou o "Manifesto Neoconcreto”.
No ano seguinte, participou em Zurique (Suíça) da Mostra Internacional de Arte Concreta, organizada por Max Bill.
1967 - Ganhou o prêmio de viagem ao exterior obtido no Salão Nacional de Arte Moderna. 
1968 - Estudou nos Estados Unidos com uma bolsa de estudos da Guggenheim Memorial Foundation.
1971 - De volta ao Brasil, fixou residência em Belo Horizonte.
1977 - Tornou-se professor de composição e escultura da Escola Guignard, onde trabalhou.
1970/ 1980 - Deu aulas na Faculdade de Belas Artes da UFMG.
1990 - Aposentou-se da docência e passou a dedicar-se exclusivamente à atividade artística.
Amílcar de Castro é considerado um dos maiores escultores concretos brasileiros com suas grandes obras inconfundíveis.